Preloader image
3910
post-template-default,single,single-post,postid-3910,single-format-standard,stockholm-core-1.0.8,select-theme-ver-5.1.5,ajax_fade,page_not_loaded,vertical_menu_enabled,paspartu_enabled,side_area_uncovered,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.5,vc_responsive

Entrevista com os artistas Guillermo Cifuentes e Marcello Mercado (1996)

22.05.1996

 

 

 

 

 

Os artistas falam sobre a especificidade do vídeo latino-americano. Guillermo Cifuentes é realizador de vídeo experimental, montador de documentários e professor universitário. Recebeu o título de Comunicador Audiovisual em 1991 pelo Instituto Arcos. Logo após se formar, começou a trabalhar como professor assistente na universidade. Realizou um Master of Fine Arts com especialização em Videoarte no College of Visual and Performing Arts da Universidad de Syracuse, nos Estados Unidos. Como artista, realizou curtas experimentais, participou de instalações e trabalhou com cenografia. Suas obras foram expostas em inúmeras exposições individuais e coletivas em Santiago, Buenos Aires, São Paulo, Nova York, Los Angeles, Berlim, Tel Aviv, Locarno, Beirut, Amsterdam, entre outras cidades. Cifuentes foi premiado pela Fundación Andes e pela Fondart. Foi membro fundador da Asociación de Cortometrajistas de Chile, curador de exposições e júri de concursos de videoarte (como o de Kent Explora). Foi cenógrafo na peça Contacto en Santiago High Tech, de Cristian Soto. Entre seus documentários, destacam-se Gente al Límite e Pachaiki. Lecionou no Instituto Arcos, na Universidad de Chile, na Pontificia Universidad Católica de Chile, na Universidade Arcis e na Uniacc, em Santiago. Marcello Mercado é artista que transita entre pintura, videoarte, objetos, instalações, robótica e arte sonora, A relação entre biologia, tecnologia e arte está na base de sua extensa obra interdisciplinar. Premiado duas vezes no Videobrasil, no Videoformes, na França, e no Melbourne International Film & Video Festival, Austrália, expôs na Bienal de Veneza, Itália; no Museo Nacional y Centro de Arte Reina Sofía, Madri, Espanha; no New York Film Festival Lincoln Center, Nova York, EUA; e foi contemplado com bolsas e prêmios de residência por instituições como a Fundação Rockefeller & MacArthur (EUA) e Antorchas (Argentina). Vive e trabalha em Colônia, Alemanha.